Punições coletivas dos lava jatos são perseguição à moda nazista, ou imperial

Para além dos indivíduos, a sanha persecutória dos lava jatos se estende às famílias dos petistas. Eles não se cansam de mencionar e indiciar filhos e esposa de Lula, sequestram a casa da nonagenária mãe de José Dirceu e, agora, atrapalham o tratamento da esposa de Mantega que luta contra um câncer.

Essa forma de perseguir indivíduos e suas famílias em tudo lembra a prática nazi-fascista contra os inimigos do regime. Não satisfeitos em arruinar as vidas dos seus inimigos os nazistas e os fascistas perseguirem também famílias inteiras. Durante a ditadura nazi-fascista era perigoso até mesmo ser conhecido de um inimigo do regime. Lembre-mo-nos do que o nazismo fez com famílias inteiras de judeus.

Além de perseguições coletivas, o nazi-fascismo, e também o imperialismo, usaram punições coletivas, não só contra grupos políticos mas também contra populações e povos. Durante a Segunda Guerra o nazismo decidiu punir uma cidade inteira por causa da guerrilha. A cidade de Lídice na Tchecoslováquia foi completamente arrasada pelas tropas nazistas, chegou a demolir a cidade inteira depois de matar a população masculina e enviar as mulheres e crianças para um campo de concentração.

O imperialismo britânico teve comportamento semelhante na Índia. Mesmo com as ações pacíficas pela independência da Índia e a não violência de Gandhi não foram suficientes para impedir as punições coletivas. Exemplo é o Massacre de Jallianwala Bagh (em inglês o texto é melhor).

Não podemos tolerar esse comportamento dos lava jatos, precisamos reagir ao arbítrio e à sanha persecutória. Fascistas não passarão!

Um pensamento sobre “Punições coletivas dos lava jatos são perseguição à moda nazista, ou imperial

Deixe uma resposta